Engana-se quem pensa que só existem sentimentos ruins e que devemos evita-los. As emoções fazem parte de ser humano, já pensou quantas emoções você sente desde que acorda até dormir? Além de ser parte da humanidade, as emoções também possuem a função de nos fazer VIVER, tanto no sentido de sobrevivência quanto no sentido de aproveitar a vida e vive-la com prazer. Imagine que monótona seria uma vida sem sentir nada? Seriamos robôs sem objetivo e – opinião pessoal – acredito que a vida gira em torno de sentirmos emoções (buscando as boas emoções e evitando as emoções ruins).

E sim, existem emoções boas de sentir!  O amor, a paixão, a felicidade, a gratidão dentre outras, são emoções que fazem a vida ser boa para ser vivida, e vale a pena investir nelas em prol da nossa Saúde Emocional. Viver nossas emoções, sejam boas ou ruins, eleva nossas habilidades mentais, sociais, sendo parte fundamental do autoconhecimento. Precisamos conhecer as nossas emoções, sejam elas agradáveis ou desagradáveis, para poder então saber o que fazer com elas.

Escolhi hoje tratar de um sentimento que além de todos sentirmos, pode ser desenvolvido por qualquer um que esteja disposto a tentar sentir. Hoje falo de uma das emoções “boas”, a Motivação.

O conceito básico de motivação, termo utilizado principalmente no contexto de trabalho, diz respeito a um impulso interno para atingir seus objetivos, que envolve fenômenos biológicos, sociais e emocionais. Ou seja, a motivação é influenciada pelo nosso corpo, com quem nos relacionamos e a maneira como estamos nos sentindo. A motivação é um elemento fundamental para nosso crescimento, sem ela não temos “motivo” para estudar, para fazer exercício físico, para trabalhar, etc. Portanto, devemos sempre buscá-la em todas as áreas da nossa vida se temos o objetivo de nos desenvolver como pessoa.

Então o que é se sentir motivado?

Quem se sente motivado experimenta uma energia interna que te deixa disposto, animado, criativo, produtivo etc. Um autor conhecido por tratar da motivação foi o Psicólogo Abraham Maslow, que desenvolveu o modelo da “Pirâmide de Necessidades” em seu artigo “A Teoria da Motivação Humana”. Para Maslow, nos sentimos motivados para suprir nossas próprias necessidades internas, as quais ele organiza na pirâmide abaixo, sendo que uma depende da outra para passar para a seguinte – Por exemplo, não se pode sentir motivação para conquistar estima ou reconhecimento se suas necessidades fisiológicas como fome e sono não estão sendo atendidas.

Nossas emoções são sinais que o nosso corpo dá de que temos necessidades não atendidas, por isso o conhecimento das nossas emoções é tão importante para a conquista da motivação. Se estou sentindo medo é por quê meu corpo sentiu que a minha necessidade de “Segurança” não está sendo atendida, se estou sentindo raiva de alguém é por quê minha necessidade “Afetiva e Social” não está satisfeita, então como posso me sentir motivado para crescer e atingir a “Auto Realização”, se as minhas necessidades anteriores não estão sendo ouvidas?

Quando digo que precisamos ouvir nossas emoções não é atoa. Ouvir o que os nossos sentimentos dizem nos possibilita entender o que de errado está acontecendo e então (caso queira se desenvolver como pessoa) tomar uma atitude para mudar isso.

Talvez a principal dica para sentir a motivação seja conhecer suas próprias emoções e entender quais necessidades elas estão comunicando. Mas separei aqui outras dicas para sentir a motivação no dia-a-dia, afinal, quem não gosta de se sentir disposto, animado e engajado para alguma coisa?

Confira as dicas:

  • Cuide do seu corpo: Uma alimentação saudável, exercícios físicos, consultas regulares ao médico, contribuem para sua saúde física e mental. Quando falamos de necessidades na base de todas elas está a “Fisiológica”, ou seja, precisamos estar de bem com o nosso corpo para nos motivar para atingir outros objetivos.
  • Cuide das suas emoções: O medo, a ansiedade e a angústia, quando sentidos de maneira intensa, acabam nos paralisando para evitar situações que nem sabemos se serão nocivas ou não. Evitar situações por conta destas emoções significa que sua necessidade de “Segurança” não está satisfeita, e se você não se sente seguro você não sai do lugar.
  • Tenha relações positivas: Estar rodeado de pessoas que lhe fazem bem e respeitam suas emoções e opiniões, contribui para a sua necessidade “Afetiva e social”, de maneira que se sinta aceito e motivado para crescer e se desenvolver pois sabe que terá apoio de pessoas que se importam.
  • Desenvolva a sua autoestima: Já percebeu que pessoas que se amam atingem o sucesso com mais facilidade? Estar motivado também diz respeito à sua visão de si mesmo, se sentir merecedor de coisas boas, saber que é capaz de conquistar o que quiser caso haja esforço. Pare um dia para se elogiar, cuidar de você mesmo e se presentear – o efeito da motivação é comprovadamente instantâneo e você se sentirá disposto para a ação.
  • Não se acomode: Muitas vezes continuamos em situações ruins para nós mesmos só por ser confortável, de maneira que a motivação deixa de existir. Busque sempre estar em crescimento, independente do quanto isso te mobilize. Toda mudança mexe com coisas que gostaríamos de deixar no lugar, mas se não mudarmos nenhum resultado positivo virá. Não tenha medo do futuro, coisas boas virão se você começar a plantar sementes a partir de HOJE.

Caso tenha sentido vontade de desenvolver sua motivação, mas não sabe por onde começar, comece cuidando da sua Saúde Mental. A Psicoterapia poderá te ajudar em todos os aspectos desta pirâmide de necessidades, pois o objetivo principal é a busca do autoconhecimento. Vamos buscar uma vida cheia de emoções e que valha a pena ser vivida? Conte comigo neste caminho e comece HOJE a construir a vida que você sempre quis.

Referência:

Hierarquia das necessidades de Maslow

Pirâmide das Necessidades

Éllen Martins – Psicóloga e Palestrante com Conteúdo – CRP 08/24797

Atuante em Curitiba/PR e região metropolitana, em busca constante pela quebra de preconceito com os Transtornos Mentais e o Suicídio, acredita que falar é a melhor solução, sendo este o objetivo do Blog Saúde das Emoções: Desmitificar a Psicologia, tornando a Terapia acessível à todos!

contatosaudedasemocoes@gmail.com