Antes de iniciar a leitura deste texto, exercite seu conhecimento prévio sobre o assunto.
Procure lembrar quais foram os trabalhos de produção textual (coletiva ou individual) que já encaminhou neste ano letivo e quais eram seus gêneros, tema e interlocutor.
Tente encaixá-los nas quatro funções da escrita, isto é, nas diferentes modalidades em que a escrita é utilizada socialmente: registro, comunicação, organização e lazer.
Se essa reflexão causou-lhe algumas dúvidas, se houve grande incidência num mesmo gênero ou função social, é bom que se reflitam alguns aspectos sobre essa prática pedagógica tão importante para a aquisição da Língua Escrita.
A melhor forma de se verificar a aquisição adequada da língua escrita é quando se utiliza a escrita para interagir com o mundo. É nesse momento que podem ocorrer duas grandes possibilidades de avanço: a intervenção pontual em cada dificuldade dos alunos e a possibilidade de se reorganizar as práticas pedagógicas para que todos alcancem o que é necessário para aquele período letivo. Esse entendimento pressupõe o planejamento e a execução de atividades escritas onde é, absolutamente, necessário deixar clara a existência de três elementos imprescindíveis:

Determinar sobre o quê se escreve
Determinar para quem se escreve
Determinar quem escreve

A inter-relação desses três elementos é o que se costuma caracterizar como a tríade que sustenta o texto significativo, ou seja, são esses os elementos que conferem ao texto um caráter social, interativo, autêntico. Isso significa entender o professor como um grande articulador que, constantemente, estará promovendo as seguintes ações:

Suscitar no aluno a necessidade premente de expressar suas ideias e opiniões sobre o mundo que o cerca através da escrita.
 Fornecer-lhe condições básicas para que tenha elementos para escrever (tanto do ponto de vista do código como do significado).
 Verificar o produto escrito, sempre acrescentando e reescrevendo o que for necessário.
 Agilizar ações para que a produção seja, de fato, encaminhada para o destinatário.
Sandra Bozza
Mestre em Ciências Sociais da Educação
Professora de Metodologia de Língua Portuguesa
e autora de obras técnicas e didáticas.